Kambaku

Icon podcast

Chitas voltam ao Sul de Moçambique

Fonte: Parque Nacional de Maputo/Peace Parks Foundation | Imagem: Peace Parks Foundation

Após décadas de ausência das savanas do sul de Moçambique as Chitas voltaram ao recentemente proclamado Parque Nacional de Maputo (antes Reserva Especial de Maputo ou Reserva dos Elefantes como era popularmente conhecida. 

Ao todo foram introduzidos quatro exemplares desta carismática espécie que, apesar de endémica no início do século passado, estava praticamente extinta não só na região, como em quase todo o território moçambicano. Há pelo menos que não tinha sido localizado qualquer exemplar.

Esta reintrodução, integrada no programa de restauro desta área de conservação, resulta de um trabalho conjunto da Administração Nacional das Áreas de Conservação (ANAC) e da Peace Parks Foundation (PPF), em colaboração com a Ashia Cheetah Conservation e a Endangered Wildlife Trust e o apoio veterinário da Mozambique Wildlife Alliance. 

De acordo com a PPF estes felinos foram transportados num voo fretado da África do Sul e ficarão acomodadas durante 3 semanas num boma localizada no interior do Parque, onde se irão “aclimatizar à reserva antes de serem libertados para esta área de conservação de 104 000 há”.

Segundo a mesma fonte “duas chitas machos vieram de Phinda Private Game Reserve em KwaZulu-Natal, enquanto uma fêmea adulta e a sua filhote vieram da Waterval Private Game Reserve, próximo de Kimberley, no Norte do Cabo. As chitas foram doadas pela Ashia, que também cobriu os custos da translocação, incluindo transporte, vacinação e a colocação de colares de rastreamento para monitorizar os grandes felinos no seu novo ambiente”. “Depois de libertadas, estas chitas se tornarão num dos maiores atractivos turísticos da Reserva Especial de Maputo e representam um grande orgulho da colaboração entre a ANAC e a Peace Parks para restaurar um amanhã em que a humanidade viverá em harmonia com a natureza”, acrescentam.

NEWSLETTER DO MUNDO NATURAL

Subscreva a nossa newsletter e receba notícias do mundo natural.