Kambaku

Icon podcast

Começou a desova de Tartarugas nas praias do Sul de Moçambique

Fonte: Parque Nacional de Maputo

Todos os anos 80% das Tartarugas Marinhas Ameaçadas de extinção escolhe as praias do Parque Nacional de Maputo para nidificar e preparar a próxima geração deste preciosos mas cada vez mais em perigo animais.

De acordo a gestão do Parque  esta é a imagem de uma das primeiras tartarugas a desovar na área costeira do recentemente estabelecido Parque Nacional de Maputo, que é o local de preferência de nidificação de aproximadamente 80% de todas as tartarugas marinhas ameaçadas de extinção, que visitam os 2.470 km da costa de Moçambique todos os anos. 

No mundo ocorrem 7 espécies das quais 5 em Moçambique. A principal área de nidificação da tartaruga de couro e cabeçuda é a faixa costeira entre a ponta do ouro e Inhaca, península de são Sebastião e o arquipélago de Bazaruto, incluindo a parte continental.

O Parque Nacional de Maputo resulta da fusão da componente terrestre de 104 000 hectares da Reserva Especial de Maputo e da componente marinha de 67 800 hectares da Reserva Marinha Parcial da Ponta do Ouro, totalizando uma área de 171.800 hectares, que se estende do corredor do Futi até a Ponta do Ouro. 

De acordo com o PNM, a fusão das duas reservas vai permitir a Administração Nacional das Áreas de Conservação e ao parceiro de co-gestão Peace Parks Foundation fazer uma gestão integrada da protecção, conservação, preservação e maneio da flora e fauna bravia, reduzindo em até 50% de parte dos custos operacionais. 

A recategorização mantém os limites das anteriores reservas e garante os direitos adquiridos pelas comunidades, como também fortalece a posição de Moçambique para concorrer a Património Mundial da Humanidade e a participação na Área de Conservação Transfronteiriça dos Libombos, em que participam a África do Sul e Eswatine.

NEWSLETTER DO MUNDO NATURAL

Subscreva a nossa newsletter e receba notícias do mundo natural.