Kambaku

Icon podcast

Estudo feito no Parque de Maputo revela que Hipopótamos libertam ‘tornado de excrementos’ para afastar forasteiros

Jan 25, 2022

O som produzido pela frequente comunicação dos Hipopótamos é uma das melodias mais características do mato africano. O tom grave e a cadência do som produzido por estes grande mamíferos nunca se calou totalmente nos tandos do recém reclassificado Parque Nacional de Maputo, no Sul de Moçambique.

De acordo com Maria Maust-Mohl, professora associada de psicologia no Manhattan College, em Nova Iorque, citada pela Nature World News, os hipopótamos são convencionalmente conhecidos por serem animais territoriais e produzem um ‘chiado’, caracterizado como um som agúdo quando se comunicam com outros hipopótamos. Este ‘chiado’ inicial é seguido por vários sons semelhantes em fase rápida e alta e é através desses sons que os hipopótamos reconhecem um familiar de um hipopótamo desconhecido.

O que os cientistas ainda não sabiam é que existe outra forma de comunicação quando os hipopótamos de um determinado território detectam um forasteiro e essa é bastante menos, digamos, molodiosa.

De acordo com um estudo publicado na revista Current Biology, os hipopótamos do Parque Nacional de Maputo, em Moçambique, foram ‘apanhados’ pelos pesquisadores a libertar um spray de fezes, também chamado de ‘tornado de excrementos’, como um meio de marcar o seu território de um hipopótamo desconhecido.

O estudo também sugere que os hipopótamos são menos agressivos em relação a outros hipopótamos dentro de seu grupo social, cujos membros são familiares, em comparação com indivíduos da mesma espécie que lhes são estranhos.

Foto: mabecotours.com

NEWSLETTER DO MUNDO NATURAL

Subscreva a nossa newsletter e receba notícias do mundo natural.