Kambaku

Icon podcast

Leões ‘arriscam mais’ em áreas dominadas por humanos quando recursos naturais são escassos

Out 30, 2023 |

A coexistência entre vida selvagem e seres humanos é uma questão complexa e desafiante que afecta não apenas a ecologia do planeta, mas também a conservação de espécies em risco. Um novo estudo realizado na África Austral, que inclui Moçambique, analisa as respostas de grandes carnívoros à presença humana no seu habitat.

Um estudo publicado recentemente na revista Nature abordou a questão sob uma nova perspectiva, lançando luz sobre as trocas complexas entre recursos naturais e riscos antropogénicos que afectam as respostas de grandes carnívoros à perturbação humana. O foco do estudo foi o leão (Panthera leo), e os resultados são reveladores.

Os cientistas recolheram dados de 31 locais em todo o alcance contemporâneo dos leões. Descobriram que os grandes carnívoros evitam frequentemente a perturbação humana em mais de dois terços dos locais estudados. No entanto, a forma como os leões respondem a essa perturbação varia consideravelmente, dependendo das características específicas de cada local. Um dos locais seleccionados estava situado no Parque Nacional do Limpopo e conduzido pelo Greater Limpopo Carnivore Programme.

Uma das descobertas mais intrigantes do estudo é que os leões são mais propensos a explorar áreas dominadas por seres humanos quando os recursos naturais são escassos. Por outras palavras, a limitação de recursos naturais pode, em alguns casos, superar os riscos antropogénicos. Isso tem implicações importantes para o conflicto entre seres humanos e carnívoros, uma vez que a procura por alimentos pode levar os leões a aproximarem-se das áreas habitadas por comunidades humanas.

Outro aspecto interessante do estudo é a forma como os leões evitam os impactos humanos. Em locais com alta produção de gado, os leões aumentam sua actividade noturna como estratégia para evitar conflictos. Isso sugere que a presença de gado pode ser percepcionada pelos leões como um recurso alternativo, levando-os a procurar comida apenas durante a noite para evitar confrontos directos com humanos.

A combinação do crescimento das actividades humanas e das mudanças ambientais ameaça não apenas a sobrevivência dos leões, mas também a ecologia como um todo. A intensificação do conflito entre humanos e carnívoros, ao lado da diminuição dos recursos naturais, aumenta o risco de extinção de várias espécies, tornando a conservação da vida selvagem um desafio ainda maior.

O estudo destaca a importância de entender as dinâmicas complexas entre recursos naturais e riscos antropogénicos para desenvolver estratégias de conservação eficazes.

Foto: theverge.com

NEWSLETTER DO MUNDO NATURAL

Subscreva a nossa newsletter e receba notícias do mundo natural.