Kambaku

Icon podcast

Nampula recebe investimento de energia solar para reforçar Projecto GERASOL

Fev 3, 2024 |

O governo sueco anunciou um investimento significativo de mais de 420 milhões de meticais ao longo de quatro anos para impulsionar o Projecto de Energias Renováveis-GERASOL na região norte de Moçambique. O memorando de entendimento para a execução deste projecto foi oficialmente assinado entre o governo sueco, a organização SNV e o Instituto Industrial e Comercial de Nampula.

A embaixadora da Suécia em Moçambique, Mette Sunnegren, enfatizou, de acordo com a Rádio Moçambique, a importância do projecto na promoção do desenvolvimento local. Expressou optimismo quanto ao potencial de gerar empregos para mais de três mil jovens na região, sinalizando uma transformação económica significativa.

Parte substancial do investimento será destinada à formação de jovens nas áreas de reparação de sistemas de energia limpa. Mette Sunnegren observou que ainda há uma carência de técnicos treinados nesta área em Moçambique, e que o projecto visa preencher essa lacuna, capacitando a mão-de-obra local para lidar com tecnologias emergentes e sustentáveis.

Por sua vez, Tomé Chacuchacha, Director do Gabinete do Secretário de Estado de Nampula, assegurou que o governo está comprometido em criar mecanismos que garantam a sustentabilidade do projecto nas comunidades da região. Destacou a importância de integrar a iniciativa com as necessidades e realidades locais, garantindo que as comunidades se beneficiem a longo prazo.

Durante seu discurso Tomé Chacuchacha enfatizou a colaboração entre a Cooperação Sueca, SNV e o Instituto Industrial e Comercial de Nampula e ressaltou a relevância da promoção das energias renováveis na região norte do país, não apenas como um catalisador para o desenvolvimento socioeconómico, mas também como uma abordagem crucial para enfrentar desafios ambientais.

O Projeto de Energias Renováveis-GERASOL é, segundo os seus promotores, uma iniciativa que não apenas impulsionará a região norte de Moçambique rumo a um futuro mais sustentável, mas também servirá como um modelo para futuros empreendimentos colaborativos entre governos, organizações e instituições locais.

Foto: azurepower.com

NEWSLETTER DO MUNDO NATURAL

Subscreva a nossa newsletter e receba notícias do mundo natural.