Kambaku

Icon podcast

População jovem, terra arável, renováveis e tecnologias emergentes são oportunidade para África

Mai 13, 2024 |

Um novo relatório emitido pela Comissão Económica das Nações Unidas para África (UNECA) destaca as oportunidades para transições justas e sustentáveis (TJSs) no continente africano.

O Relatório Económico de 2024 sobre África argumenta que “a população jovem, a terra arável, os recursos renováveis, os enormes depósitos de minerais estratégicos e as vantagens tardias das tecnologias emergentes posicionam a África para moldar a transição para a sustentabilidade a nível global, ao mesmo tempo que fecha suas próprias lacunas na disponibilidade de energia”.

Com o tema ‘Investir numa Transição Justa e Sustentável em África’, o relatório defende o investimento numa transição justa e sustentável, ao mesmo tempo que se procura o acesso à energia para todos. O documento contextualiza a imperatividade das TJSs para África, destaca as oportunidades ao longo das dimensões económica, social e ambiental do desenvolvimento sustentável, incluindo financiamento para TJSs, e oferece recomendações políticas para que África possa conseguir a transição.

Reconhecendo o papel que os abundantes recursos energéticos renováveis da região podem desempenhar para permitir que os países africanos alcancem os seus objectivos de desenvolvimento, o relatório reconhece que, guiada por narrativas e necessidades africanas, “a transição longe dos combustíveis fósseis precisa de ser gradual”. Os investimentos actuais de África na sua “transição para a sustentabilidade” e em energias renováveis permanecem insignificantes, de acordo com o relatório.

O relatório identifica a necessidade de mudanças fundamentais nos sistemas económicos, de governança e tecnológicos em África para alcançar as TJSs. Recomenda depender de “visões e estratégias de futuro [para] maximizar os benefícios do continente a partir de oportunidades económicas e tecnológicas emergentes”, observando que “[o] financiamento de TJSs em África é crucial para garantir o desenvolvimento inclusivo de economias resilientes de baixo carbono sem comprometer a prosperidade”.

O Relatório Económico sobre a África foi lançado no primeiro dia do Fórum Regional Africano sobre Desenvolvimento Sustentável de 2024.

Foto: ONU/Raphael Pouget/Climate Visuals Countdow

NEWSLETTER DO MUNDO NATURAL

Subscreva a nossa newsletter e receba notícias do mundo natural.