Kambaku

Icon podcast

Projecto de viveiro transforma paisagem ambiental em zonas tampão no Gilé

Abr 9, 2024 |

O Parque Nacional do Gilé (PNAG) está a implementar o primeiro projecto de viveiro na região. Esta iniciativa, que teve início em Setembro de 2023 marca um avanço significativo na conservação ambiental e no reflorestamento da área.

O projecto, elaborado sob a liderança Tomas Chipiri Buruwate, antigo assessor técnico do PNAG, consite numa quinta biológica piloto estabelecida na Sede do Musseia, sendo segundo a equipa do parque, juntamente com o Parque Nacional da Gorongosa, as únicas áreas protegidas em Moçambique a possuir um viveiro dedicado à conservação da biodiversidade.

As espécies plantadas no viveiro representam a rica biodiversidade encontrada na floresta de miombo, característica da região. Entre elas estão o Jambire (Millettia versicolor), Chanfuta (Afzelia quanzensis), Umbila (Pterocarpus angolensis), entre muitas outras.

Nos primeiros meses de 2024, o PNAG avançou na sua missão de restaurar áreas desmatadas, plantando cerca de 1.200 mudas em aproximadamente 10 hectares na Zona Tampão (ZT). Esta acção tem o objectivo de promover a recuperação de ecossistemas danificados, mas também o de fortalecer a resiliência ambiental da região.

São responsáveis por este projecto diversos departamentos e indivíduos comprometidos com a causa da conservação. Os departamentos de Desenvolvimento Comunitário e de Fiscalização, juntamente com 13 técnicos e a estagiária do programa PLCM (Programa de Liderança para a Conservação em Moçambique) que uniram forças para realizar a replantação de espécies nativas em áreas previamente desmatadas.

Além disso, o projecto de viveiros não se limita apenas às fronteiras do parque nacional. Estende-se às comunidades da Zona Tampão, sendo gerido pelos grupos de apicultores envolvidos no projecto PFNM (Produtos Florestais Não Madeireiros). Essa abordagem integrada não só promove a conservação ambiental, mas também contribui para a subsistência e sustentabilidade das comunidades locais, garantindo uma variedade de produtos agrícolas ao longo do ano.

Imagem: PN Gilé

NEWSLETTER DO MUNDO NATURAL

Subscreva a nossa newsletter e receba notícias do mundo natural.