Kambaku

Icon podcast

Programa ‘Promove Agribiz’ apresenta primeiros resultados de ajuda a agricultores do Norte de Moçambique

Abr 2, 2022 Foram apresentados em Maputo os resultados dos primeiros dois anos do programa Promove Agribiz, um projecto de 358 milhões de euros (cerca de 25 mil milhões de meticais) co-financiado pela União Europeia, pelo Ministério Federal Alemão para a Cooperação e o Desenvolvimento, pela Organização para a Alimentação e Agricultura (FAO) das Nações Unidas e pelo Grupo de Avaliação de Impacto (DIME) do Banco Mundial. O programa, implementado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento Sustentável (FNDS) em parceria com o Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural (MADER) e Ministério da Indústria e Comércio (MIC) e os governos provincial e distritos de Nampula e Zambézia, gerou resultados positivos apesar da pandemia. De acordo com Isabel Mazive, coordenadora do Promove Agribiz, ”apesar do Covid-19, que naturalmente limitou a implementação de algumas actividades já planeadas, já temos resultados positivos”. De acordo com esta responsável, o programa que está a ser implementado nas Provícias de Nampula e Zambézia, no Norte de Moçambique, beneficiou já, desde 2019, de mais de 12.000 pequenos produtores e 18.000 em Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPME) com acesso a serviços financeiros formais. Aquando do seu lançamento, os seus promotores explicavam que o projecto iria “apoiar directamente os agricultores familiares, não só para aumentar a produção e produtividade, mas também para atingir os mercados. Os beneficiários são […] produtores agrícolas e também entidades de sectores públicos e privados no sector agrário [e que] irá contribuir para reforçar o sistema nacional de sementes com ênfase na melhoria do quadro regulatório da capacidade institucional no reforço do diálogo público e privado e de conhecimento à capacidade dos produtores locais. Obviamente, não podemos deixar a parte nutricional, vamos trabalhar na melhoria de conhecimento e adopção de práticas de nutrição e segurança dos alimentos que constituem uma grande preocupação em termos de saúde e acesso aos mercados”. Foto: un.org

NEWSLETTER DO MUNDO NATURAL

Subscreva a nossa newsletter e receba notícias do mundo natural.