Kambaku

Icon podcast

Gorilas da Montanha recuperam da quase extinção e são exemplo de conservação

Fev 3, 2024 | Os números de Gorilas da Montanha estão a subir de forma consistente após décadas de declínio que quase levaram a espécie à extinção. Em 2008, a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) estimou que apenas 680 gorilas de montanha restavam na natureza. Segundo o censo realizado em 2018 havia 1.063 gorilas o que significa que a população está a crescer e a recuperar. Este volte-face que já é visto como um exemplo de conservação bem sucedido está a acontecer no Ruanda que assim é palco de um verdadeiro renascimento da população de gorilas de montanha, que enfrentou décadas de ameaças. Antes em perigo de extinção devido à caça furtiva, conflitos armados, perda de habitat e doenças, estes primatas agora florescem graças aos esforços dedicados à conservação. No epicentro da cordilheira de Virunga, guardiões corajosos conduzem grupos por densas florestas tropicais em busca de uma das espécies mais ameaçadas do mundo: o gorila de montanha. Mesmo diante das condições climáticas desafiadoras, esses grupos, liderados por guias experientes como Patience Dusabimana, continuam sua jornada em direção à preservação. Numa reportagem publicada na Africa News, Dusabimana partilha o seu olhar valioso sobre a interacção com estas criaturas majestosas e adverte: “Se ouvires algum gorila prateado fazendo o ‘ah’… tens que prestar atenção. Se ele tossir, não quer que te aproximes; ele quer que te afastes.” Adentrando a floresta, o grupo avista os gorilas. Dusabimana, que trabalha com esta família há duas décadas, expressa o seu espanto com a proximidade genética destes primatas em relação aos humanos. Apesar da semelhança genética, estes gorilas enfrentaram ameaças de caçadores furtivos e conflitos na República Democrática do Congo, no país vizinho. Iniciativas de conservação, incluindo patrulhas anti-caça furtiva e remoção de armadilhas, contribuíram para o florescimento da população de gorilas. O último incidente de caça furtiva de gorilas em Ruanda ocorreu em 2002, marcando um marco significativo no sucesso da conservação. Enquanto a família de gorilas desfruta de uma refeição pacífica, Dusabimana explica a necessidade de pausas e socialização. Enfatiza a importância desses esforços de conservação para garantir a sobrevivência destas criaturas, que habitam áreas cercadas por terras intensamente cultivadas, apresentando riscos contínuos. Apesar dos desafios persistentes, há esperança de que esses majestosos gorilas de montanha continuem a prosperar nas florestas por gerações, exibindo a história de sucesso do compromisso do Ruanda com a conservação. Foto: earthtouchnews.com Video: Africa News

Revelados os finalistas para o Fotógrafo do Ano 2023 da Africa Geographic

Maio 30, 2023 O concurso Fotógrafo do Ano da Africa Geographic atingiu a sua fase final com o anúncio dos finalistas da edição de 2023. As imagens, capturadas por talentosos fotógrafos de todo o mundo, revelam um olhar deslumbrante de paisagens diversas, da vida selvagem e de diferentes culturas de África. A competição, agora na sua edição de 2023, recebeu uma resposta avassaladora de fotógrafos ansiosos para mostrar o seu talento e visão artística. A cada semana, um painel de juízes especialistas observou minuciosamente as inscrições, selecionando as fotografias mais excepcionais. Os finalistas representam uma variedade de categorias, incluindo vida selvagem, paisagem, cultura e conservação. A imagem destacada neste artigo Michael Stavrakakis retrata um Gorila de 40 anos, Mark, líder do seu grupo num momento de pausa e descanso numa densa floresta de bamboo, no Magahing Gorilla National Park, no Uganda. O concurso Fotógrafo do Ano da Africa Geographic serve como uma plataforma para celebrar a beleza e diversidade de África, ao mesmo tempo que aumenta a conscientização sobre os desafios de conservação enfrentados pelo continente. Através das lentes de fotógrafos talentosos, a competição mostra as maravilhas naturais e o património cultural do continente, inspirando os espectadores a apreciar e proteger estes verdadeiros tesouros. À medida que a competição entra em sua fase final, a expectativa aumenta para o anúncio do vencedor geral, cuja fotografia será coroada como Fotógrafo do Ano da Africa Geographic 2023. Para visualizar as imagens cativantes dos finalistas da selecção semanal e apoiar este incrível trabalho, visite o site da Africa Geographic e mergulhe na beleza de África capturada através das lentes de fotógrafos talentosos. O concurso de Fotógrafo do Ano 2023 da Africa Geographic é patrocinado pela Hemmersbach Rhino Force e pela Mashatu Botswana. Foto: Africa Geographic/Michael Stavrakakis

NEWSLETTER DO MUNDO NATURAL

Subscreva a nossa newsletter e receba notícias do mundo natural.