Kambaku

Icon podcast

Jul 22, 2024 | Lírios-do-mar ou Crinoides fotografada em Inhambane por Mário Guilamba e partilhado pela Love the Oceans.

Mai 28, 2024 | Manta fotografada em Inhambane pela ONG Love the Oceans.

Love the Oceans aposta em investigação, na comunidade e em criar nova área protegida

Abr 9, 2024 | A Love the Oceans, uma organização baseada no Tofo, Inhambane, apresentou o trabalho realizado ao longo do ano em que se destaca o investimento em investigação e na formação dos Moçambicanos, a aposta em acções para envolver as comunidades locais e para promover o papel das mulheres na conservação. No seu relatório anual, publicado recentemente, a organização destaca a formação e treino das primeiras professoras de natação, salva-vidas e mergulhadoras mulheres em Moçambique. Volta, novamente, a defender que a Baía de Jangamo, em Inhambane, seja uma nova área protegida. Também no campo do ensino, a Love the Oceans destaca, também, o ensino de natação para mais de 2000 crianças e mais de 60 horas de literacia oceânica entregues a crianças de 10 a 13 anos. No campo da investigação a organização efectuou, durante o ano passado, mais de 700 horas de pesquisa com BRUV (unidades de vídeo subaquático remoto), monitorizou mais de 450 colónias de corais, realizou 250 mergulhos de pesquisa, analisou 1800 metros de recife, fez 240 horas de escola oceânica e identificou 3 novas doenças de corais. No que respeita à conservação, no ano passado a Love the Oceans fez mais de 500 horas de pesquisas sobre megafauna e predadores de topo, continua a monitorar mais de 450 colónias de corais e acolheu 9 expedições supervisionando 10 estudantes para suas teses, bolsas, estágios e colocações. Acolheu um pesquisador em parceria com a Universidade Eduardo Mondlane e recebeu um estagiário de longo prazo em parceria com a ONG Biofund. A Love The Oceans lidera os esforços de colecta de dados pesqueiros locais em toda a Baía de Jangamo, que esta ONG baseada em Inhambane pretende transformar numa nova área de conservação marinha. Através dos dados de referência colectados em 2014, a ONG identificou tendências preocupantes em pescas artesanais de pequena escala, indicando não conformidades com requisitos legais e práticas insustentáveis. Em 2023, a Love The Oceans treinou mais colectores de dados locais e lançou o aplicativo Love The Oceans para simplificar a recolha de dados, capacitando comunidades a monitorar suas pescas de forma activa. Em 2023, a Love The Oceans promoveu a equidade de género e capacitou mulheres no espaço marinho através do Projecto de Equidade de Género e Aquicultura. Esta iniciativa visa enfrentar desafios sociais de longa duração enfrentados por mulheres na comunidade de Jangamo, onde as oportunidades para mulheres em actividades marinhas sempre foram limitadas. Através de oficinas de capacitação e formação, o projecto procura fornecer às mulheres acesso a recursos essenciais e promover independência económica, quebrando o ciclo de dependência e capacitando as mulheres a desempenhar papéis activos nas suas comunidades. De acordo com Francesca Trotman, fundadora e diretora-geral da Love the Oceans: “Numa era em que as emergências ambientais e climáticas são cada vez mais prevalecentes, o nosso trabalho na conservação, protecção dos oceanos e capacitação das comunidades nunca foi tão vital. Estamos animados com o crescente reconhecimento global destas questões urgentes e continuamos empenhados em promover uma transição justa para um futuro costeiro sustentável”. Foto: Love the Oceans

Mar 18, 2024 | Nudibranchia fotografada por Francesca Trotman da Love The Oceans, ONG baseada no Tofo, Inhambane

Fev 7, 2024  | Equipa da Love the Oceans fez sessão de esclarecimento para pescadores em na Baía de Jangamo.

Out 31, 2023 | Peixe-anjo-imperador fotografado por Danikhandasilva/Love the Oceansspecies.

Jul 29, 2023 | Baleias Corcundas, Costa de Moçambique – Animais que todos os anos percorrem a costa Moçambicana divulgada pela ONG Love the Oceans

NEWSLETTER DO MUNDO NATURAL

Subscreva a nossa newsletter e receba notícias do mundo natural.