Kambaku

Icon podcast

‘Herding for Health’ liga produtores comunitários de gado de Massingir a mercados

Jun 25, 2024 | Desde o seu lançamento, o programa ‘Herding for Health’ tem sido um divisor de águas para os criadores de gado de Massingir, no coração da província de Gaza, para os agricultores comunitários que vivem no interior ou entorno do Parque Nacional do Limpopo. Este projecto, que visa fortalecer a saúde do gado e revitalizar as terras de pastagem, está também a conectar directamente os agricultores locais aos mercados, proporcionando um impulso económico vital para a comunidade. Segundo a Peace Parks Foundation, promotora deste programa, os agricultores já não estão a perder gado para predadores. Os animais estão mais saudáveis, mais robustos e prontos para o mercado. Delcio Juliao, gestor de implementação do projecto Herding for Health, atribui esta conquista ao facto de as bombas móveis terem sido estrategicamente colocadas em áreas afastadas das fontes naturais de água onde a vida selvagem se reúne. Massingir situa-se numa zona semi-árida e um dos maiores problemas é a falta de água, tanto para as pessoas como para os animais. Seis furos operacionais permitem o modelo de pastoreio rotativo da Herding for Health, que não só mantém os animais em segurança, como também restaura o pasto.   “As bomas são instaladas num local durante sete dias antes de serem transferidas para um novo local, o que deixa um solo naturalmente fertilizado, no qual as ervas crescem rapidamente”, explica Delcio. A recuperação das pastagens está indissociavelmente ligada à produção sustentável de alimentos, abordando o problema da desnutrição e da insegurança alimentar através da regeneração do solo.   “O programa Herding for Health tem apoiado as comunidades locais na melhoria da condição dos seus animais, permitindo que obtenham melhores preços nos mercados,” comentou Grant Zunckel, gestor de projecto da Peace Parks. Recentemente, o programa realizou a sua primeira Feira de Gado no Limpopo, um evento que demonstrou o potencial económico do projecto. “O próximo passo é estabelecer uma rota sustentável para o mercado dos proprietários de gado, para que as comunidades se possam manter economicamente estáveis – algo que estamos começar a ver,” disse Zvi Tangawamira, participante da feira. A feira foi um sucesso, com mais de 50 cabeças de gado apresentadas por 11 vendedores, e a venda de 17 cabeças a preços de mercado gerando mais de R$ 100.000 para a região, apoiada pelo governo local e pela Meat Naturally. Além dos benefícios económicos diretos, o projecto Herding for Health tem fortalecido parcerias importantes. ” Vou agora encorajar todos os criadores aqui em Massingir a virem vender o seu gado utilizando a balança, porque ajuda a saber os pesos correctos dos animais”, destacou Silvestre Ngovene, um dos criadores de gado beneficiados. A Governadora da Província de Gaza, Magarida Mapandzene, e outros líderes locais participaram activamente na feira, destacando o papel crucial da parceria e da inovação na condução de mudanças positivas. Fotos e vídeo: Peace Parks Foundation

Novos passadiços protegem ecossistemas de dunas no Parque Nacional de Maputo

Jun 18, 2024 | O Parque Nacional de Maputo construiu novos passadiços de madeira ao longo da sua linha costeira. Estas estruturas foram construídos pela equipa do parque com o objectivo de salvaguardar os frágeis ecossistemas de dunas. As dunas são um elemento vital da paisagem, ricas em biodiversidade, mas extremamente vulneráveis às actividades humanas e necessitam de protecção. A iniciativa dos passadiços faz parte do Programa Kuvikela, uma parceria entre o Parque Nacional de Maputo, a Peace Parks Foundation e outros parceiros, financiada pelo Blue Action Fund. Este programa inclui diversos projectos destinados a melhorar a protecção da costa, unindo conservação, desenvolvimento comunitário e turismo responsável com o objectivo de garantir um futuro melhor para esta ecorregião, face aos desafios do impacto humano. As dunas desempenham um papel crucial na protecção costeira, funcionando como barreiras naturais contra a erosão e as marés. No entanto, são suscetíveis a danos causados por actividades humanas, como o pisoteio e a construção descontrolada. Os novos passadiços permitem aos visitantes desfrutar da beleza natural do parque sem prejudicar as delicadas dunas, promovendo um equilíbrio entre o acesso humano e a preservação ambiental. O Programa Kuvikela também abrange outros projectos que visam proteger a costa do Parque Nacional de Maputo, promovendo a recuperação dos habitats naturais e apoiando as comunidades locais através de iniciativas de desenvolvimento sustentável. Este esforço conjunto reflete um compromisso com a conservação a longo prazo e o uso responsável dos recursos naturais, assegurando que as futuras gerações possam continuar a desfrutar desta região única e biologicamente diversa. Foto e vídeo: Peace Parks Foundation

PN de Maputo forma jovens da comunidade de Ponta do Ouro como nadadores-salvadores

Jun 17, 2024 | O Parque Nacional de Maputo formou jovens das comunidades locais como nadadores-salvadores com o objectivo de aumentar a segurança na Praia da Ponta do Ouro para todos os banhistas. Os jovens participantes são surfistas da Lwandi Surf, que receberam formação especializada do Serviço Nacional de Salvação Pública de Moçambique, de acordo com informação divulgada  pelo Parque Nacional de Maputo. Com o apoio do MozBio Moçambique, os jovens que integraram esta turma aprenderam técnicas avançadas de resgate e prestação de primeiros socorros, essenciais para ajudar banhistas em risco de afogamento. Esta iniciativa é parte de um esforço conjunto da Administração Nacional das Áreas de Conservação e da Peace Parks Foundation, que trabalham para restaurar, proteger e gerir o Parque Nacional de Maputo. Além disso, estas organizações estão a implementar projectos de desenvolvimento comunitário, investindo em habilidades de vida e na melhoria dos meios de subsistência das comunidades locais. Foto e Vídeo: Parque Nacional de Maputo/Peace Parks Foundation

MWA mostra bastidores de colocação de coleiras GPS no Parque Nacional de Maputo

Jun 11, 2024 | A Mozambique Wildlife Alliance lançou um novo vídeo que nos leva aos bastidores de uma operação de captura de girafas e colocação de rastreadores GPS no Parque Nacional de Maputo. Este conteúdo exclusivo revela o esforço conjunto de uma equipe dedicada que trabalha meticulosamente para equipar uma girafa com um rastreador GPS. Como a MWA explica, a principal meta da operação é melhorar o monitoramento da dinâmica populacional, dos movimentos e do comportamento das girafas. Estes dados são vitais para o planeamento eficaz de estratégias de conservação, permitindo uma gestão mais informada e precisa das populações de girafas no parque. Este projecto inovador foi realizado em parceria com a Administração Nacional das Áreas de Conservação (ANAC), o Parque Nacional de Maputo, a Peace Parks Foundation e a Giraffe Conservation Foundation. Estas colaborações são essenciais para o sucesso das iniciativas de conservação, proporcionando os recursos e conhecimentos necessários para proteger essas majestosas criaturas. O vídeo que a KAMBAKU republica destaca a complexidade e a importância das operações de rastreamento de girafas, mas também celebra a cooperação entre diversas organizações dedicadas à conservação. Ao assistir, o público pode apreciar o trabalho árduo e a dedicação envolvidos na protecção da vida selvagem do Parque Nacional de Maputo. Assista ao vídeo e descubra como a tecnologia e a colaboração podem fazer a diferença na preservação das girafas em Moçambique. Foto e Vídeo: MWA

MWA aplica sistema inovador de geotransmissão em elefante no Zinave

Mai 21, 2024 | A Mozambique Wildlife Alliance (MWA) instalou uma coleira com um inovador sistema de geotransmissão num elefante do Parque Nacional do Zinave. Realizada em colaboração com a Administração Nacional das Áreas de Conservação (ANAC), o Endangered Wildlife Trust e a Peace Parks Foundation, a operação resultou no acompanhamento bem-sucedido de um elefante fêmea com a instalação de um dispositivo de rastreamento SAT-VHF de baixo custo. Segundo a MWA, esta tecnologia combina uma coleira VHF convencional com um sistema G-sat, habitualmente utilizado na indústria pecuária. A expectativa é que esta solução híbrida melhore a eficiência do rastreamento, fornecendo dados valiosos a um custo reduzido. A implementação desta nova tecnologia promete não apenas beneficiar o acompanhamento dos elefantes no Parque Nacional do Zinave, mas também servir como um modelo potencial para outros projectos de rastreamento de vida selvagem. A colecta de dados precisos sobre os movimentos e a utilização do habitat pelos elefantes é crucial para desenvolver estratégias de conservação mais eficazes e garantir a sobrevivência a longo prazo desta espécie. A missão também fez história ao capturar e colocar uma coleira num leão macho, a primeira operação deste tipo no parque. A equipa dedicou sete dias intensos utilizando técnicas de isca e chamadas, o que exigiu grande paciência e resiliência. O sucesso desta operação permitirá ao parque monitorizar os movimentos e comportamentos do leão, fornecendo dados essenciais para os esforços de conservação dos leões na região. Fotos: MWA

Leões na escuridão confirmam regresso destes felinos ao Zinave

Mai 14, 2024 | Dois novos leões foram captados por uma armadilha fotográfica no Parque Nacional de Zinave atraídos para o local com iscos pelas equipas Peace Parks Foundation e pelo Programa de Conservação de Carnívoros da Endangered Wildlife Trust. Segundo conta a PPF, na noite em que foram filmados, a luz abundante da lua cheia fez com que estes dois machos fossem particularmente cautelosos, mas a curiosidade acabou por falar mais alto e permitir mais estas registo. Avistamentos como estes mostram que os leões se têm deslocado de forma natural para o Zinave de outras regiões do Grande Limpopo. Segundo a PPF, “identificar a localização exacta dos leões, com a ajuda de uma rede de câmaras, permite que as equipas coloquem coleiras no maior número possível de leões e melhorem o âmbito da monitorização. Aprender mais sobre os seus movimentos e a dimensão da população ajuda a equipa a compreender como protege-los melhor”, explica. Os leões têm-se, assim, juntado ao rinoceronte, leopardo, búfalo e elefante elevando o status do Parque do Zinave como a primeira área protegida de Moçambique a deter os Big Five, o que reflete os esforços dedicados à conservação destas regiões pela PPF e pela ANAC, que têm protegido, restaurado e desenvolvido o parque nos últimos oito anos. O Parque Nacional de Zinave, localizado no sul de Moçambique, emergiu como um oásis de vida selvagem, testemunhando o retorno triunfante de uma das espécies mais emblemáticas de África – o leão. Estes felinos, capturados numa rara imagem noturna, são apenas um exemplo do sucesso crescente das iniciativas de conservação em Moçambique. O recente avistamento destes leões ressalta a beleza e biodiversidade do Zinave e indica um progresso significativo na protecção da vida selvagem. Os esforços coordenados da PPF e do Programa de Conservação de Carnívoros da Endangered Wildlife Trust têm desempenhado um papel crucial na facilitação do retorno destes predadores ao seu antigo habitat. Através de armadilhas fotográficas estrategicamente posicionadas, as equipas de conservação conseguiram documentar a presença crescente de leões no Zinave. Estes registos não só confirmam a presença dos felinos, mas também oferecem insights valiosos sobre seu comportamento e movimentos. Ao sedar e colocar coleiras nos leões, as equipas podem monitorar as suas actividades, identificar padrões de movimento e até mesmo avaliar o tamanho da população. Estas informações são cruciais para desenvolver estratégias de conservação eficazes e garantir um futuro sustentável para os leões no Zinave. Foto e vídeo: Peace Parks Foundation

Raro avistamento de caracal captado no Parque Nacional do Zinave

Abr 23, 2024 | O Parque Nacional Zinave divulgou um raro avistamento de um caracal no interior desta área de conservação integrada no Grande Limpopo. Num ambiente que há menos de uma década estava completamente silencioso e vazio de vida selvagem, cada avistamento de animais é um testemunho do trabalho de conservação que está a ser feito no Zinave. O caracal, um pequeno felino conhecido pela sua agilidade e elegância, é um predador evasivo e raramente visto. A sua presença no Parque Nacional do Zinave sugere uma possível migração de uma área protegida vizinha, seguindo um corredor de vida selvagem que atravessa a paisagem transfronteiriça do Grande Limpopo. Este avistamento é creditado aos esforços dedicados de conservação liderados pela Peace Parks Foundation e pela Administração Nacional das Áreas de Conservação (ANAC), que colaborativamente gerem o Parque há oito anos. A protecção e restauração em marcha no Zinave resultaram num crescimento da população de vida selvagem, agora ultrapassando 6.500 animais e em incremento constante. Os esforços de reconstituição do Parque desempenharam um papel vital nesta recuperação. O impulso para promover a biodiversidade não só ajudou a restaurar o ecossistema, mas também atraiu naturalmente uma variedade de espécies para o Parque. Com presas abundantes e um ecossistema florescente, o Parque Nacional Zinave pode agora sustentar uma população maior de carnívoros. Avistamentos recentes de leões e leopardos ilustram como este ambiente próspero se tornou um lar tentador para uma variedade de espécies. Foto: Peace Parks Foundation

Registadas primeiras imagens de hienas malhadas no Parque Nacional de Maputo

Abr 9, 2024 | Uma descoberta sem precedentes foi registrada no Parque Nacional de Maputo, com a captura da primeira imagem de hienas, revelada por uma câmara-armadilha instalada pela equipa de conservação do parque. A equipa, que vinha monitorizando sinais da presença de animais desta espécie, como pegadas ou fezes, há algum tempo, mas sem avistamentos directos. Esta foto, capturada recentemente, confirma as suspeitas de que as hienas estavam a habitar nesta região. As hienas desempenham um papel vital na ecologia do ambiente, contribuindo significativamente para o equilíbrio e saúde do ecossistema. Necrófagas, ao alimentarem-se de carcaças de animais mortos, desempenham um papel fundamental na redução do risco de propagação de doenças entre a fauna local, promovendo, assim, a manutenção da saúde do ecossistema como um todo. Esta descoberta reforça a importância contínua dos esforços de conservação e preservação do Parque Nacional de Maputo, enquanto nos lembra da riqueza e diversidade da vida selvagem que abriga. A equipe de conservação do Parque Nacional de Maputo continuará a monitorização de perto a presença e actividades das hienas no parque. Foto: Peace Parks Foundation

MWA substitui coleira em leão para reforçar monitoramento de carnívoros no Limpopo

Mar 26, 2024 | Uma operação conjunta envolvendo a Mozambique Wildlife Alliance (MWA), a ANAC, a Peace Parks Foundation e a Endangered Wildlife Trust sedou um leão macho para substituição da sua coleira. Esta intervenção aconteceu no Parque Nacional do Limpopo com o objectivo de reforçar as capacidades de rastreamento e monitoramento destes carnívoros, cruciais para os esforços de conservação e de gestão de conflitos com as comunidades locais. O Parque Nacional do Limpopo abriga diversas populações de vida selvagem, incluindo os cada vez mais numerosos leões. Estratégias eficazes de conservação dependem grandemente de dados precisos e monitoramento dos movimentos dos animais. A aplicação de coleiras em leões possibilita que pesquisadores, conservacionistas e autoridades de fiscalização obtenham informações valiosas sobre seu comportamento, territórios e interacções com o ambiente. De acordo com a MWA, a bem sucedida operação de substituição da coleira destaca a importância da colaboração entre organizações de conservação e agências governamentais. Ao unir recursos e experiências, este tipo de parceria pode implementar iniciativas de conservação de forma eficaz e garantir a sobrevivência a longo prazo de espécies ameaçadas. Este procedimento representa um passo necessário no esforço mais amplo para proteger e preservar as populações de leões em Moçambique. Por meio de monitoramento contínuo e pesquisa, os conservacionistas podem compreender melhor os desafios enfrentados por essas magníficas criaturas e implementar intervenções direcionadas para mitigar as ameaças. Foto: MWA

NEWSLETTER DO MUNDO NATURAL

Subscreva a nossa newsletter e receba notícias do mundo natural.