Kambaku

Icon podcast

World Nature Photography Awards volta a inspirar protecção de espécies e habitats

Mai 14, 2024 |

Os vencedores do Prémio Mundial de Fotografia da Natureza foram anunciados, seleccionados entre inscrições vindas de todos os cantos do Mundo, incluindo imagens encantadoras como uma manada de elefantes no Zimbabué ou a de um filhote de elefante no Quénia.

O prémio principal foi concedido a Tracey Lund, do Reino Unido, pela sua impressionante imagem de dois atobás sob a água, na costa das Ilhas Shetland. Lund e os seus colegas vencedores foram escolhidos entre milhares de imagens enviadas.

O concurso deste ano destacou a diversidade e a beleza do mundo natural, com fotógrafos que capturaram momentos únicos e extraordinários da vida selvagem e da flora.

Outras fotografias notáveis também foram premiadas, como a fotografia captada por Lukas Walter de uma manada de elefantes no Parque Nacional Mana Pools, no Zimabué, que tem um elefante chamado Boswell, que é um dos poucos que é capaz de se pôr de pé sobre as patas traseiras e agarrar ramos muito altos. Quando os outros elefantes ouvem o som dos ramos a partir, é como se fosse um sino de jantar e juntam-se a Boswell, conta o site do World Nature Photography Awards.

A fotografia de um filhote de elefante no Quénia mostra também um instantâneo captado por Tom Way no continente africano que pela ternura e vulnerabilidade do animal. Também do mesmo país resulta outra finalista que capta o momento brutal de uma caça de uma chita a uma cria de Zebra que é rechaçada pela sua mãe numa fotografia tirada por Alexander Brackx.

Os organizadores do prémio elogiaram a qualidade das inscrições deste ano e a paixão evidente de cada fotógrafo pelo mundo natural.

Foto: © Lukas Walter

NEWSLETTER DO MUNDO NATURAL

Subscreva a nossa newsletter e receba notícias do mundo natural.